Tuesday, February 24, 2009

A Gastronomia em Evolução

Produtos de qualidade, conjunto de ingredientes-padrão e simplicidade na confecção. Creio serem estas as 3 principais características da actual gastronomia portuguesa. Pelo menos, é o que tenho constatado através das várias revistas, livros, blogues, sites e programas televisivos dedicados à matéria.

O conjunto de ingredientes-padrão ao qual me refiro, é composto pelo alho, azeite, ervas aromáticas, verduras e o queijo. Estes são ingredientes que fazem parte da tradicional culinária portuguesa, e da mais vasta dieta mediterrânea. Estes aparecem como parte integrante de quase todas as receitas que hoje são confeccionadas pelos principais chefs portugueses. Receitas essas que cada vez mais primam pela não muito extensa lista de produtos usados.

Os produtos usados primam pela qualidade, muitas vezes biológicos e escolhidos ao pormenor, para que o resultado final seja o melhor no que ao sabor diz respeito.

Outra característica reside na simplicidade da confecção, somente para que o sabor que os ingredientes possuem seja ressaltado e não transformado num outro.

O requinte na apresentação final, assim como a audácia de usar produtos tradicionais em novas combinações são como que o corolário desta actual tendência.

Não sei se me encontro equivocada quanto a esta constatação, mas é o que me parece. Sendo certo que o resultado é agradável ao gosto e ao olho. Com pouco tempo de “volta dos tachos” e com o recurso a ingredientes tradicionais e variados, fazem-se refeições muito saborosas e, na sua maioria, saudáveis visto que também existe bastante cuidado em relação ao excesso de gordura e de sal.

Acima de tudo, não nos afastamos da nossa gastronomia tradicional, uma vez que os ingredientes nacionais são usados, combinados e transformados sem que a nossa alma gastronómica se perca.

Ainda bem que a tendência é esta, dado que o povo português se constitui como um povo bastante relutante à mudança, à inovação e no que diz respeito à culinária a coisa afigura-se ainda mais complicada (digo isto com conhecimento de causa).

Feijoada, cozido, assados bem apurados, prato cheio e mesa farta são aspectos que estão de tal forma enraizados na mentalidade portuguesa que inovar na cozinha e conseguir ser apreciado como tal não é tarefa fácil, mas creio que o resultado é extremamente positivo, pois não devemos esquecer que a gastronomia, tal como qualquer outro aspecto da cultura de um povo, é evolutiva e sofre mudanças com o avançar dos tempos.

No comments: