Saturday, March 07, 2009

Azeites DOP


Falo-vos hoje de azeite, uma preciosidade da nossa dieta mediterrânea. Uma gordura vegetal que deve substituir outros tipos de óleos na confecção de qualquer prato e que todos os principais chefes de Portugal, Espanha e/ou Itália (não me posso olvidar do britânico Jamie Oliver que o venera) elegem como a sua gordura de eleição.

Até à pouco tempo atrás, baseada na a sabedoria popular (errada neste caso), pensava que o grau de acidez de um azeite constituía como o seu principal critério de classificação. No entanto, o que realmente diferencia um azeite é o seu sabor e cheiro, devido à variedade da azeitona, que pode originar azeite com um cheiro e sabor a azeitona madura ou verde, com nuances de maçã, batata, frutos silvestres, figos e/ou tomate e ser mais ou menos amargo e picante conforme a riqueza em polifenóis, antioxidantes que, aliados ás vitaminas A, D, E e K tornam o azeite um produto tão apreciado.

Em Portugal existem seis Zonas de Denominação de Origem Protegida (DOP) com azeitonas e azeites diferentes. A saber:

Azeite de Moura [DOP] é produzido em Moura, cidade rodeada de olivais e com muitos lagares. Azeite frutado, amargo e picante.

Azeite de Trás-os-Montes [DOP] produzido em 12 concelhos. Fino e complexo com odor a frutos secos.

Azeite do Ribatejo [DOP] produzido na zona de Santarém.

Azeites do Norte Alentejo [DOP] um azeite que alia o frutado da azeitona com a sensação forte da maçã e de outros frutos.

Azeites da Beira Interior [DOP] na Beira Alta ou na Beira Baixa, encontra azeites marcados pelo clima e pelos solos das Beiras. Mais complexos em cheiro e sabor.

Azeite do Alentejo Interior [DOP] com produção espalhada por 11 concelhos do coração alentejano, caracteristicamente é dourado/esverdeado e tem um sabor suave.

A qualidade dos azeites é avaliada em laboratório, onde as medições de acidez, oxidação, cor, cheiro e sabor determinam a classificação em categorias distintas; virgem extra, se isento de quaisquer anómalas; virgem, se há defeitos muito ligeiros; lampantes, se não têm qualidade suficiente para serem consumidos de imediato e precisam de ser refinados para depois serem classificados como virgm ou extra virgem, seguindo para o mercado consumidor com a designação “Azeite – contém azeite refinado e virgem”.
Parte desta informação consta no site Casa do Azeite.

Este é um produto que além de ser nacinal é de extrema importância nutricional e que deve fazer parte da nossa dieta alimentar.

No comments: