Wednesday, December 09, 2015

Uma diferente Ceia de Natal - a pensar nos mais pequenos II







































(Joana) Nesta nossa segunda sugestão (num total de 4) para uma Ceia de Natal diferente, a pensar nos mais pequenos, com ingredientes de elevado valor nutricional, a Sara, do Blog Nem Acredito que é Saudável, partilha aqui uns biscoitos que irão deixar a vossa casa com cheiro de Natal. Esperamos que gostem. Agora deixo-vos com  as suas palavras. Sem Glúten, Lactose ou Açúcar refinado.

Sara
Apesar de nós celebrarmos o Natal de uma maneira muito bonita, o meu imaginário voa sempre para os países Nórdicos. Acho lindo os mercados de rua que se fazem nesta altura do ano, a maneira como decoram as ruas e as casas, o branco da neve, os pinheiros, e claro, a comida.

Os primeiros lebkuchen que provei viram directos da Alemanha. Apaixonei-me na primeira dentada. O sabor a especiarias, a textura suave mas com o crocante de uma amêndoa mal picada aqui e ali, misturado com a cobertura muito fina de chocolate fazem destes bolinhos um dos meus símbolos de Natal. Comê-los faz-me sempre voar até àquelas vilas e cidades tão pitorescas com traços medievais e que serviram de inspiração a tantos contos que ouvimos desde crianças.

Hoje já facilmente encontramos lebkuchen à venda em Portugal, principalmente em supermercados alemães, mas conseguir recriá-los numa versão mais saudável deu-me um quentinho enorme no coração. Por isso agradeço à Joana do Edu's Pantry que me desafiou e assim não tive mais desculpas para adiar esta experiência.

Há vários tipos de lebkuchen e esta versão que vos trago é baseada nos Elisenlebkuchen, uma variedade típica da Nuremberga que quase não leva farinha e tem por base amêndoas, avelãs, laranja e limão cristalizados.

Apesar de não levarem açúcar nem os frutos cristalizados como manda a receita, ficaram deliciosos, muito semelhantes aos originais. Como não levam farinha são óptimos para quem tem intolerância ao glúten ou quer uns bolinhos baixos em hidratos de carbono. As folhas de obreia tornam-os ainda mais semelhantes aos verdadeiros, no entanto caso não as consiga encontrar ou não possa comer trigo pode perfeitamente omiti-las.







































Lebkuchen sem açúcar refinado e sem glúten
50g de alperces picados
50 g tâmaras picadas
100g de avelãs moídas
200g de amêndoas moídas
80g xilitol (ou açúcar de coco)
1/4colher chá de fermento
2 ovos
3 colheres de sopa de sumo de laranja (ou água ardente, na versão para adultos)
Raspa de 1 laranja
Raspa de 1 limão
1 pitada de sal 
2 colheres de chá de canela em pó
1 colher de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de noz moscada em pó
1 colher de chá de cardamomo em pó
Folhas de obreia (hóstia)  opcional


Corte as folhas de obreia em círculos com cerca de 4c,m de diâmetro.
Juntar a amêndoa, a avelã e as especiarias. Noutra tigela juntar os ovos , o sal e o xilitol e bater ate estar fofo (usar umas varas ou um batedor elétrico).
Adicionar a raspa de laranja e do limão , o sumo da laranja, as tâmaras e os alperces e envolver tudo.
Juntar as duas misturas e envolver tudo muito bem.
Coloque a massa no frigorífico e deixe repousar por 1 hora.
Coloque as folhas de obreia num tabuleiro forrado com papel vegetal.
 Ligue o forno a 170ºC.
Faça bolas de massa e coloque nos círculos. Achate ligeiramente.
Caso opte por não usar as folhas de obreia, procure fazer umas bolinhas perfeitinahs e todas do mesmo tamanho (para um resultado final mais bonito).
Leve ao forno cerca de 20 minutos, ate estarem dourados nas pontas, retire e deixe arrefecer.

Para cobrir
50g de chocolate negro 70% cacau
20g de óleo de coco
1 colher de chá de stévia em pó (opcional)
alperces picados, coco ralado, amêndoa picada q.b.

Derreta o chocolate e com o óleo de coco em banho maria. Retire do lume e junte a stévia.
Cubra os lebkuchen com o chocolate derretido com a ajuda de um pincel.
Decore com coco ralado ou alperces picados.
Deixe solidificar.
Guarde os lebkuchen numa caixa fechada.


1 comment:

Avelã said...

Que bolachas bonitinhas! Digo bolachas porque não estou habituada a esse termo :P Nunca provei lebkuchen, fiquei curiosa :D